3 machos em cinema pornô em Curitiba

Na véspera o feriadão do dia 15 de novembro, eu saí mais cedo do trabalho e fui tirar um sarro em um cinema decadente próximo à rodoviária de Curitiba. Gosto deste cinema pois gosto de me masturbar quase pelado ou até mesmo pelado como desta vez.
Eu sou mulato, atura mediana, bom corpo e um cacete de 18 cm e bem grosso que mantenho sempre limpo e depilado. Aliás, depilo o saco até o rabo, deixando tudo lsio pois adoro ser chupado nesta região, deixo até enfiar a língua e o dedo no rabo. O dedo deixo alguns segundos antes de gozar. Como costumo me masturbar por muito tempo, chego mijar pirra na hora da ejaculação.


Neste dia eu cheguei discretamente, pois sou hetero e não poderia dar pinta, mas tem safadezas e prazer que só outro homem pode me proporcionar.
Entrei, e aguardei uns minutos para me acostumar com as escuridão. Passava um filme tradicional onde um homem metia forte em uma lida com uma bunda fenomenal. Logo que me acostumei, me dirigi para a minha poltrona favorita e ao passar pelo corredor, vi que tinha dois cara sentado na fileira encostada na parede e um deles estava só de shorts e com o cacete para fora, até aí,tudo bem, pois isto é comum neste cinema.
Me sentei e logo senti a necessidade de tirar o cacete para fora e me masturbar. Todos passavam e me viam masturbando. Alguns se aproximavam, mas logo desistiam de uma investida, pois sou bem seletivo e tenho as minhas preferências.
Logo vi que uma terceira pessoa se sentou na outra extremidade da fila onde estava o rapaz de short com o cacete a mostra e começou a se masturbar. Isto atraiu a atenção do rapaz que ligo estava chupando o cacete do cara que gozou logo.
Eu me animei e abaixei minha calça até às canela e expus tô o meu cacete e minha coxas grossas, atraindo a machadada e o rapaz que veio logo para atrás da minha fileira de cadeiras com o cacete duro e gemendo e dizendo que queria me chupar. Eu não aceitei a abordagem e ele permaneceu ali alisando o cacete que era grande porém não muito grosso. Nesta altura ele abaixou o shorts e pude ver um corpo magro e sem pêlos. Na hora ele chegou tão perto que pensei em chupar aquele cacete.
Depois de uns quinze minutos naquela situação, perguntou se podia chupar as minha bolas e meu cuzinho o que eu prontamente aceitei pois adoro que cupem minhas bolas e meu rabo, não necessariamente chupem meu cacete.
Para facilitar o acesso ao meu rabo, tirei a calça e ele começou a lamber as bolas e dava leve linguadas no meu rabo e meu cuzinho piscando pedindo alguma coisa, não se era vara.
Logo um outro cara se posicionou atrás da fileira com o pai para fora e se masturbava, pude ver que o cacete era de respeito e grosso.
Eu olhei aquele cacete e logo senti a necessidade de retribuir o prazer oral que estava recebendo com as pernas arreganhadas para o macho de shorts que me chupava. Meu cacete estava extremamente duro e o macho se acabava em minhas bolas enquanto se masturbava e cuspia na caneta do pai. Até pensei que uma hora ela ia me enrabar naquela posição. Confesso que do jeito que eu estava, eu deixaria ele atolar aquele cacete no meu rabo uma vez que este estava molhado e piscando de tanto tesão.
O tempo passou e ele cansou e logo foi atrás do cara que estava se masturbando na fileira de trás que agora estava sentado na fila da parede.
Vi que tirou toda a roupa e começou a chupar o cara que está só com a rola de fora . Nesta hora, só estávamos nós três na sala. Me animei e tirei toda a roupa e continuei me masturbando e já quase gozando com aquela situação.
Nesta hora percebi que o rapaz que estava me chupando me chamou e depois de alguns minutos eu me aproximei deles e pude ver que o cacete era mesmo um belo cacete. Fiquei ali por perto e logo surpreendi os dois e abocanhei o cacete do cara que estava sentado. Era um cacete grosso saques que tem a cabeça toda exposta e apresentava ótima higiene. Chupei muito aquele pau e alisava a bolas e masturbava ele querendo sentir o leite jorrar, mas ele gemia e falava para o outro que eu chupava muito. O outro cara falava que estava surpreso comigo.
Chupei mais intercaladas te com o outro cara e ele gozou na hora do outro e logo foi embora.
Eu retornei nú para a minha poltrona e lá fiquei e logo ele voltou e começou a me dar um trato nas bolas e logo procurava o meu rabo. Desta vez, ele começou a forçar a entrada com os dedos, mas se manteve na massagem anal. Meu cuzinho piscava e eu me masturbava já querendo gozar.
Logo um senhor negro se posicionou ao lado e não acreditava no que estava vendo. Dois machos pelados dentro de um cinema se fodendo. Tirou um cacete enorme para fora e começou a se masturbar. Pensei em chupar aquele cacete pois queria um cacete gozando em minha boca.
Logo anunciei que iria gozar e ofereci o pau para ser chupado pois até então só tinha chupado o meu cu e minhas bolas .
Assim que colocou o cacete na boca, enfiou os dedos no meu rabo, um de cada vez. Nesta hora mijei porra na boca dele e ele bebeu tudo. Me surpreendeu, pois geralmente engasgam e para de chupar. Me recompus e o senhor elogiou a performance dele e pediu para ele fazer com ele também. Saí logo do cinema deixando os dois laterais brincando. Deveria ter ficado e tirado o leite do senhor que deveria está com a mamadeira cheia.
Voltarei novamente na pet semana neste cinema e espero encontrar lá o cara que chupei e que gozou na boca do outro. Se ele vir ler este conto real entre em contato: [email protected]

4 thoughts on “3 machos em cinema pornô em Curitiba

  1. Procuro machos ou grupo de machos ativos para me enrabar sem dó de verdade. Podem me dominar e fazer TUDO que quiserem comigo, mesmo se eu pedir pra parar e precisar ser à força.

    Meu whatsapp +55 19 99481-8715.

    Tenho vídeos e fotos em
    Sou de Campinas/SP tenho local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *