A gente muda e nem percebe

Olá, há um bom tempo leio esse site, e adoro tudo o que encontro aqui. Não irei me identificar, por motivos óbvios. Tenho 19 aninhos, farei 20 logo logo, e desde pequena sempre tive uma curiosidade sobre sexo muito grande, sendo bem safada hj em dia.

O que retrarei pra vcs aqui aconteceu de verdade.

Namorei há um tempo e com ele perdi minha virgindade, porém, após uns 2 anos terminanos, com o inicio da minha faculdade o ciume dele aumentou muito, tornando a situação insuportavel.

Mais ou menos uns 10 meses após o térmimo voltamos a nos falar e como estou muito mais mulher, por ler nao só os contos, como outras coisas relacionadas a sexo, me sentia bem mais segura, e combinamos de nos ver.

Assim saimos num sabado, tudo normal, nem beijos trocamos, mas durante a semana combinamos de sairmos novamente… Nao disse como sou né?! Sou branca, tenho 1,73 de altura, 57 kg, cabelos castanho claro, olhos grandes e verdes, e uma boca grande, apesar de ter o tipo europeu, além de um bumbum grande e empinado e seios que como ele dizia “cabe direitinho na mao” e sao bem firmes.

NAquele sábado nos encontramos mais de noite e eu ja na maldade fui preparada pra tudo, como sabiamos onde ir, fomos pra uma pracinha, permanecemos dentro do carro, e começamos e nos beijar, a coisa começou a esquentar, pescoço, orelha, ombro, nuca, tudo era beijado… Entao disse pra irmos pra um lugar mais sossegado, guiei-o até uma rua, uma estrada na verdade, area rural, onde nao passava ngm, e as casas ficavam bem longe de tudo.

Logo que paramos ja fui pra cima dele, beijando ele todo, mas ele me dominou e veio por cima de mim me beijando e me despindo, foi tirando peça por peça, me deixando apenas de lingerie, tirou meu sutien e começou a beijar meus seios, o que eu simplesmente amo, me deixando louca de tanto prazer, foi descendo beijando minha barriga e tirou minha calcinha, começou timidamente beijanto minha bucetinha, toda peladinha sem pêlo algum, e foi logo no meu clitóris, me lambendo, dando umas mordidinhas, bem de leve, eu estava quase gozando e pedi pra que ele parasse, dei um beijo na boca dele, e pedi pra continuar, nao queria gozar tao rapido, ele voltou, com fome de buceta, e ja arrancava mutios gemidos, eu sou muito escandalosa, e logo gozei, fiquei mole… mas eue stava com mto tesao, fazia mto tempo que nao dava… Fui pra cima dele, que ainda estava vestido, tirei tudo com a boca, beijava a orelha dele, descia com a lingia a até a vitilha e subiaaaa… deixando ele doido, sentia seu pau pulsar d etanto tesao, entao cai de boca naquele pau maravilhoso, mamei como nunca havia mamado, chupava a cabeça e descia engolindo o pau todo… quando ele estava prestes a gozar pedi pra meter em mim, eu estava disposta a faze-lo demorar a gozar.

Ele veio pra cima de mim e começou a meter bem devagar, nisso ouvimos um barulho, e do lado do carro tinha um boi, rs… o que nos assustou, pois poderia ter laguem por perto, ele ficou assustado, mas eu comecei a rebolar no pau dele, fazendo ele esquecer o boi, rs, comecei a pedir pela pica dele e ele metendo cada vez mais forte, gozei muito… entao eu quis mudar, fui pra cima dele, e vimos um carro da ppolicia, numa rua paralela, ai o pau dele começou a amolecer, e eu nao ia parar aquela foda maravilhosa, a mistura de medo e tesao me deixou mais louca, e comecei a cavalgar feito uma louca, pedindo pra ele bater na putinha dele, e ele batendo na minha bunda, apertando minha bunda, lambendo meus seios, mordendo, puxando meu cabelo, pedi pra ele me fazer de cachorra dele, me deixando de quatro dentro do carro, mandei ele puxar o cabelo da putinha dele e me foder gostoso, pedindo pra que ele batesse em mim, fodendo a cachorrinha dele, nosso barulho era mto alto, e nem me importava mais se tinha boi ou policia por perto, ele me batia, puxava meu cabelo, me fez de puta, como nunca havia feito, ele gritava de tanto tesao, dizendo que ia foder a cachorra dele, a puta gostosa, isso me deixava louca, logo os dois gozamos juntos, muito.

Caimos de lado, e ele disse: “Nossa, vc mudou, achei que ia me matar do coração…”

Depois disso nunca mais saimos..

Primeiro contos, espero que tenham gostado, beijinhos bem gostosos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *