A Primeira Piroca na Mão foi do meu Irmão

2005 …. Morávamos no interior da região Sul. Eu sempre fui muito”lindinha”. Os rapazes sempre me paqueravam, mais meus irmãos tinham um ciume danado. Carol não pode isso, Carol não pode aquilo. Então estava sempre naquele convivo masculino, futebol, praia, pesca, campo, acampamento.

Eu até tinha algumas amigas mais “salientes” que me contavam as coisa…. e eu ficava “louca” de curiosa de ver as coisas que elas detalhavam.

Marcos, meu irmão mais velho era mais estiloso, atletico e sexy. Nino, o mais novo, mais o mais sapeco, louco e esperto.

Um dia Naty, minha amiga me contou que Marcos andava pegando a Nice, mulher do padeiro do bairro. Então fiquei curiosa, e fui indagar Marcos. Ele negou, Eu disse que ja sabia. Ele insistiu em negar. Eu disse já pensou se vc engravida ela? ele disse, não tem perigo usei camisinha. Ficou por isso.

Em outra tarde, Naty me contou que a NIce havia dito que meu irmão, o Marcos, era muito “bom de cama” e tinha uma “bilau” avantajado. Ficamos rindo e falando bobagens, aí Naty que ja tinha vida sexual ativa ficou me dando mais detalhes de coisa que eu não sabia. Tipo “punheta”, “Goza” “Come” e etc. Fui ficando com aquilo na cabeça.

O outro dia espiei ele tomando banho, então percebi que não era tao grande assim seu membro. Outro dia, fomos ao futebol no final da tarde…. pois era só que tinha de atração no interior. Logo veio a chuva.. e molhou todos nos. Fomos embora tomar banho quente. Nino logo entrou nu chuveiro, então ficamos eu e o Marcos pro lado de fora, aguardando nossa vaga no chuveiro. Então, de calção molhado vi um volume maior que aquele que tinha espiado, estávamos falando bobagens… então perguntei: Ué, a NAty contou que a Nice disse que teu “bilau” era grande, outro dia espiei vc no banheiro e não parecia tão grande, e hoje parece maior… assim de longe, dentro do short.

Ele sorriu e disse: Eu tenho um para fazer xixi e outro para namorar.

Como assim, perguntei?

É piada Guria. Mais tem um historia mais ou menos assim, se quiser posso te contar uma hora, Mais o Nino não pode saber.

Ah sim… eu quero. Logo fui para o banho quente.

Então, numa tarde normal, estávamos só nos dois em casa, eu e o Marcos, aí eu puxei esse historia de dois “Bilau”. Então ele disse se eu tinha coragem de ver e pegar nele. Eu meio sem jeito, mais querendo ver mesmo aceitei. Ele tirou pra fora, aquela linguiça mole e disse: esse eu uso pra fazer xixi.

Então eu perguntei e e outro.

Ele respondeu: outro eu tenho que acordar, mais preciso da sua ajuda.

Como assim?

Ele cresce conforme eu mecho com ele.

Mais eu como posso ajudar.

Ele disse, voce pode pegar nele ou dançar pra mim ficar te olhando.

Aí eu pensei como pode isso. Não quis pegar. Preferi dançar.

Ele disse mais sensual…. só de calcinha.

Eu disse – Mais sou sua irmã.

Ele disse – Uai.. se eu posso te mostrar vc não pode. Como se vc tivesse na praia.

Então tá. Respondi a ele.

Mais ele disse: – Pega agora pra voce ver, e pega depois, pra tu ver a diferença.

Peguei aquilo meio mole e gelado. E fui dançar…. assim me apresentar.
Então aquilo começou a crescer… ele se movimentava na mão do Marcos…

Ele disse pega agora agora pra vc ver.

Peguei.

Ele disse viu como ta maior, duro e quente.

Nossa realmente. Como pode?

Ele disse, meu bilau é como o HULK.. quanto mais ele apanha mais ele cresce.
Então ele disse: Você podia era bater uma punhetinha pra mim…

Eu disse como assim?

Faça esse movimento até ele cuspir.

Cuspir o que…?

Leite branco.

Uai, mano, é meio nojento.

Por favor insistiu ele.

Ta bom. Peguei uma toalinha de rosto e fui movimentando….

Ele começou a se contorcer e pediu pra pegar na minha bundinha… tive que deixar néH…, pois ele tava matando minha curiosidade. Até que comei a entrar no embalo. Comecei a gostar daquela agitação… dos toques. De repente “splash”…. muito leite jorrando. Logo gritei: Nossa!!!!
Calma isso normal…. falou Marcos

Quase que me sujei. Ainda bem que quase. logo paramos ele ele foi para o banheiro. Então tinha eu batido a minha primeira punheta, para o meu manino.

Mal sabia, eu, que Nino havia visto, da fresta da janela da sala…So que isso fico para o próximo conto.

Ainda teremos as continuações:

2 – O Preço dessa punheta – Outra fase com Nino

3 – Boatezinha com meus irmaos e minha prima lesbica e meu primo gay – Me chuparam toda

4 – Banheira do Gugu – So de Biquine na piscina MOR 400 lts – Nino – Meu Primeiro Anal Nino

5 – Revistas Sexy Internazionali – Perdendo a Virgindade – Marcos Vindo do Quartel

6 – Festa da tiaHuana – Vestido Preto – Dando em ksa pra poder dar na rua – Nino

7 – Viagem em Soledade RS – Fusão 18.310 – Uma Noite com Marcos e o Bliau de Namorar

8 – Uma noite Glamorosa – Primo Gay ensinado a mamar um píroca – Nino e Lipe

9 – Quebrando a Cama – Marcos me pegando com vontade – Nino viu

10 – Monalisa – A Condessa do Sexo – Uma DP – Megane – Nino e Marcos e eu (Carol)

Todas elas são reais, e na sequencia cronológica. Quase 6 anos de iniciação até a penetração. Não tínhamos Internet, Whatssap, e nem sabíamos que existia esse tal de Incesto.

Carol Lima – Gauchina paulistana
[email protected]

2 thoughts on “A Primeira Piroca na Mão foi do meu Irmão

  1. Conto muito interessante com laivos de alguma originalidade. Bem estruturado e algo excitante. Merece nota 8, com meus parabéns, enquanto se aguarda a sua continuação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *