Coroa Gostosa no Cio afim de putaria

Em um churrasco de alguns amigos conheci Ana… uma mulher te 39 anos muito gostosa, Ana tem um namorado, espécie de “namorido” que viaja demais e sempre a deixa na “mão”. Conversamos bastante durante o decorrer do churrasco, ela estava com uma calça jeans bem justa, o que mostrava uma belíssima bunda e um corpo de dar inveja a muita menininha…

Quando disse que ia embora Ana me pediu uma carona, aceitei leva-la sem problemas, assim talvez conseguiria o telefone ou marcar algo com a morena gostosa… durante o caminho de sua casa, ela me perguntou se eu iria realmente leva-la pra casa, entendi e rumei direto ao motel mais próximo. Durante o trajeto do motel tirei o pau pra fora, que já estava estourando de duro, e Ana caiu de boca em uma chupeta que até hoje não esqueci… Ela chupava com vontade, maestria, olhando pra mim com aquela cara de menina safada… com aquela cara de fome…

Chegando ao motel… tirei sua calça e percebi que Ana estava sem calcinha… a deitei na cama e cai de boca naquela bucetinha depilada e toda molhada, uma delícia… Ana disse que queria meu pau em sua boca… disse que queria me chupar novamente, então, partimos para um 69… Ana era realmente muito safada… enquanto chupava meu pau disse que queria sentar, rebolar, sentir cada pedacinho do meu pau em sua bucetinha gulosa… que nao estava aguentando mais… batia com meu pau na cara, lambuzava ele e chupava novamente…

Após o 69, Ana saiu de cima de mim e ficou em pé sobre mim… foi abaixando aos poucos até sua bucetinha gulosa alcançar a ponta do meu pau, quando alcançou, ela desceu devagarinho, senti cada centímetro de sua bucetinha descendo em meu pau… Ana começou a cavalgar, parecia possuída, pulava e dizia que estava precisando de rola a muito tempo, que seu namorado não dava conta e que a partir de agora eu seria seu “pau amigo”… Não aguentei e pedi pra foder Ana de 4, ela tem uma bunda espetacular, linda, redondinha, empinada… coloquei minha safadinha de 4 e comecei a empurrar… bem devagar… Ana nao aguentando empurrou a bunda pra trás e começou a foder meu pau… ela fodia meu pau enquanto eu dava tapas em sua bunda chamando-a de putinha safada, de ordinária… dizia que de agora em diante iria comer aquela buceta quando me desse vontade…

Enquanto eu comia Ana de 4 ela dizia:

“Come essa buceta gulosa come, fode essa puta que precisa de rola…”

“Quer pica nessa buceta minha ordinária, quer que eu esfole ela minha vagabunda? Então pede pica… quero ouvir você pedindo como uma putinha safada, anda…

“Me come… me da pica, por favor… come essa buceta que o corno não come…”

Nisso, eu coloquei um dedo em seu cuzinho sobre protesto de Ana…

“Aí não, por favor, nunca dei a bundinha… Tenho medo”

“Cala boca minha safada… putinha tem que dar o bumbum, e não é pro namorado não… fique tranquila que serei cuidadoso com esse rabinho virgem ok?”

Peguei um gel lubrificante que tinha no motel e passei a untar o rabindo da minha gostosa safada enquando comia sua bucetinha gulosa… Enfiei um dedo, depois outro, e aos poucos o cuzinho de Ana foi se acostumando…

“Chegou a hora minha delícia, vai provar rola nessa bundinha virgem”

“Vai devagar, por favor, nem meu namorado comeu meu cuzinho ainda”

“Não comeu e nem vai comer, ele não merece, esse cuzinho a partir de hoje é só meu entendeu?”

Coloquei a cabecinha no cuzinho de Ana, que gritava e pedia pra tirar, fiquei parado com o pau em seu rabinho por um tempo para ela se acostumar, enquanto isso ia passando o dedo na bucetinha da minha safada…

Quando vi que Ana estava mais acostumada, pedi pra ela vir com a bunda pra trás… para ir controlando…

Não deu muito tempo e Ana já estava mais acostumada… dizendo que ainda sentia uma dorzinha, mas que estava começando a ficar gostoso, e que não imaginaria que dar o cú poderia ser gostoso daquele jeito…

Comecei então, a provocar Ana…

“Tá gostoso sentir meu pau no seu cuzinho minha putinha ordinária? Tá gostando de dar a bundinha?”

“Agora está gostoso… come minha bundinha come… fode esse cuzinho virgem… Cuzinho que a partir de hoje é seu… o corno nunca me comeu assim, não merece minha bundinha”

“Então de quem é esse cuzinho hein? Quem vai foder ele de hoje em diante?”

“É seu, só você vai poder comer minha bundinha… A bucetinha que é do corno eu te empresto, mas o cuzinho que é seu não dou pra ninguém, só você…”

Cansado daquela posição, coloquei Ana de frente ao espelho, espalmada… pedi pra abrir a bundinha… coloquei e voltei a foder seu cuzinho recém inaugurado…

Ana não estava aguentando mais… comecei a foder sua bundinha novamente e dizendo besteira em seu ouvido…

“Olha essa vagabunda dando a bundinha olha… olha que cara de ordinária…”

Ana pediu pra eu foder sua bucetinha… disse que não estava aguentando mais e queria gozar com meu pau em sua buceta…

“Poe na bucetinha do corno… fode ela como ele nunca fodeu… quero gozar com esse pau maravilhoso todo na minha buceta…”

Peguei Ana pela cintura e coloquei o pau todo de uma vez em sua buceta…

Vi que Ana não aguentaria muito tempo e comecei a foder com força dando tapas em sua bunda…

“Vai gozar minha gostosa?”

“Vou, não para”

“Então toma, toma rola nessa bucetinha, goza na minha pica sua puta ordinária…”

Ela começou a rebolar e “sentar” no meu pau enquanto gritava…

“Come filho da puta, fode essa puta fode… fode essa buceta que daqui pra frente você vai foder sempre…”

Nisso ela gozou e ficou mole… eu estava prestes a gozar e a coloquei sentada no chão pra chupar minha pica…

Chupava como ninguém… chupava olhando pra mim e pedindo leitinho…

“Me da leitinho… da leitinho pra sua gatinha… goza na minha boquinha goza… Quero seu leitinho…”

Não aguentei e gozei… Ana não deixou uma gota de fora… chupou, engoliu e limpou todo o meu pau… certamente foi um dos melhores boquetes que já recebi…

Durante o banho Ana me disse que nunca tinha gozado e metido daquele jeito, que toda vez que seu namorado fosse viajar ela me ligaria… que adorou dar a bundinha e queria repetir a dose…

Na hora de irmos embora, eu estava a esperando na cama, ela acabou de se trocar, olhou pra mim e sem dizer uma palavra abriu minha calça, colocou meu pau pra fora e começou a chupar novamente… chupou até eu dizer que ia goza, outra vez ela não se fez de rogada… abocanhou meu pau e tomou todo o leitinho outra vez, limpou meu pau com a lingua, guardou-o dentro da calça, fechou o ziper, olhou pra minha cara e disse:

“Agora podemos ir, vamos?”

Este é meu primeiro relato, me encontrei com Ana outras vezes… se gostarem desse conto relato os outros…

One thought on “Coroa Gostosa no Cio afim de putaria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *