Dando pro uber gostoso

Olá, hoje conto pra vocês quando eu dei pra um uber na porta de casa.

Um belo dia acordei atrasada pra ir trabalhar, levaria coisa de 30 minutos de metrô, mas não queria correr até a estação que levo 15 minutos andando. Custaria bem pouco de uber.
Chamei o uber e já fiquei na porta do prédio. Quando ele chegou não pude deixar de notar o quanto ele era lindo. Me apressei pra ir sentar ao lado dele e não no banco de trás como fazia sempre.
Que homem lindo, negro, grande, com lábios carnudos pedindo pra ser beijado. Estava vestido maravilhosamente bem.
Trocamos um papo rápido sobre trânsito e estar atrasada. Me deixou na porta do escritório e subi correndo pra bater o ponto.

Logo fui fazer a avaliação no app, e deixei um comentário assim: “Motorista lindo, educado e super respeitoso, com ele eu sentava, ops casava!”
Avisei as colegas que desceria pra pegar um lanche na rua. Saindo do prédio notei que o uber ainda estava parado onde havia me deixado. Fui até lá e falei:
– Você não está aqui por causa da avaliação que eu deixei não né??

Ele respondeu:
– Não, demora um pouco pra aparecer pra gente, estou aqui pq tenho uma corrida particular aqui próximo, estou esperando dar o horário, mas o que vc deixou na avaliação? Tô preocupado!
– Não fique, foi um elogio! Vou tomar uma café, aceita??
– Não, obrigado, não quero incomodar. Mas aceito seu telefone pra caso eu precise discutir a questão da avaliação!
Passei meu número pra ele e fui tomar meu café, na volta ele já havia saído!

Passei o dia ansiosa pela ligação. Até que quase na hora de ir embora veio a mensagem.
“Estou perto do seu trabalho, quer uma carona pra casa?”
Respondi que sim, com a buceta já piscando com vontade de sentar naquele homem.
Quando saí do prédio ele já estava lá.
Me cumprimentou com um beijo no rosto dizendo que havia adorado a avaliação no app. Falou também que éramos quase vizinhos que morava algumas ruas depois da minha. Papo vai papo vem, pedi pra ele parar o carro algumas ruas antes de chegar em casa.

Mal ele encostou o carro, já me puxando e me beijando com aquela boca grande e maravilhosa, me agarrou com aqueles braços grandes de quem fica muito tempo pegando peso na academia. Encostei minha mão na perna dele e sem querer senti aquele membro duro e grande, que já não queria mais ficar dentro da calça. Apertei com minha pequena mão pra ele sentir que não estava de brincadeira.

Ele afastou o banco do motorista pra trás, com uma facilidade impulsionada pelo tesão, subi em cima dele, que passava a mãos pelo meu corpo por cima da roupa.
Me afastei pra que ele pudesse tirar aquele pau pra fora! Quando vi aquele pau lindo, não muito grande, mas grosso que nem a mão dele fechava ao redor, não pensei duas vezes, voltei pro banco do passageiro e comecei a mamar aquele pau, duro como uma rocha, aquele gosto maravilhoso, mamei como se fosse o último pau do mundo!
Já não estava aguentando mais, precisava sentar naquele homem. Tirei a calça, jogando no chão do Carro, e falei: Preciso cavalgar em vc! Ele disse:

– Tô louco por isso desde quando li seu comentário no app.
Sentei nele, enquanto ele me beijava o pescoço e dizia o quanto eu era gostosa e safada. Eu pulava naquele colo, sentava forte, um sobe e desce louco, até que ele desceu a mão pelas minhas costas até minha bunda, quando ele colocou o dedo na entrada do meu cuzinho, eu gozei! Gemi tão alto, que ele gostou em seguida, ali dentro de mim. Ele respirava tão forte e gostoso como se tivesse acabado de fazer 3 horas de sexo.
Eu jogada no seu colo com a cabeça no seu ombro, ele pegou papel no porta luvas, me deu e me ajudou a voltar pro meu banco. Rimos. Que delicia de sexo, que delicia de gozada ! Passamos um uma farmácia, onde comprei pílula do dia seguinte e fomos pra minha casa.
Na porta do meu prédio, ele me perguntou se poderia subir, eu disse que na próxima ele subiria. Me despedi com um beijo na boca molhada dele, e subi.

Depois de um bom banho, deitei nua no sofá da sala, pensando na loucura que havia feito. Mas sem nenhum arrependimento.
Antes de dormir recebi uma ligação do meu uber, dizendo que adorou a viagem e que agora eu teria um uber pra ir onde eu quisesse. Desde que eu pagasse com a bela chupada que dei. Desde então, quando preciso de um uber, adivinha quem eu chamo???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *