Filho Fodendo meu Cuzinho Guloso

Como eu contei no último conto, depois de me chupar e, me ensinar a chupar uma periquita minha mãe resolveu dar a buceta pra mim…

E eu adorei, era maravilhoso enfiar meu piruzinho naquele buraquinho quentinho e úmido.

Os meses foram passando e eu continuava me divertindo com a minha irmã Giovanna (nos tocando) e com minha mãe (chupadas, lambidas e penetração).

Em uma certa noite, minha mãe me perguntou o que eu achava da bunda dela.

Eu respondi que achava ela linda.

Ela então me perguntou se eu queria aprender mais uma brincadeira, só que essa usando a bunda dela.

Sem pensar duas vezes eu disse que sim.

Ela então se ajoelhou aos pés da cama, abriu bem a bunda e disse:

– Gui, você está vendo o meu cuzinho? Quero que você molhe o seu dedo com saliva e, enfie nele algumas vezes. Depois quando eu te disser quero que você molhe o seu pintinho e enfie ele lá igual você faz com a piriquita da mamãe. Tudo bem?

Eu disse que sim e parti para a primeira etapa; molhei meu dedo com saliva e enfiei ele no cuzinho rosado da minha mãe.

A sensação era maravilhosa: o botãozinho dela apertava meu dedo de uma forma bem gostosa.

Depois de enfiar meus dedos algumas vezes no meio daquela bunda linda, mamãe me disse que era hora de eu enfiar o meu pirulito naquele buraco gostoso, como bom menino fui logo colocando; como meu piru ainda era fino, ele entrou facilmente e, mamãe começou a rebolar bem gostoso.

Ela então me perguntou se eu estava gostando e eu, disse que sim; ela então me disse:

– Daqui uns três anos essa brincadeira vai ficar ainda mais gostosa, porque aí você vai ter um leitinho pra jogar dentro do cuzinho da mamãe.

E eu meio sem entender apenas concordei.

Depois de mais algumas reboladas, ela se movimentou pra frente fazendo com que meu pirulito saísse de dentro do seu cu.

Ela perguntou se eu queria chupar o melzinho da sua buceta e eu claro lambi tudinho.

Ela então me deu um beijo e disse:

Bom menino! Deixa a mamãe te dar uma chupadinha de boa noite.

Ela me chupou e depois me mandou voltar pro meu quarto, dizendo que no outro dia repetiríamos a nossa brincadeirinha…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *