Fiz amor com minha ginecologista

Olá! me chamo Pamela, tenho 20 anos e sou judia. Bom! A história que vou contar para vocês é verídica e aconteceu comigo. Desde a puberdade minha mãe me levava à ginecologista, para ter certeza que estava tudo bem comigo, pois antes mesmo de menstruar, eu sentia muitas cólicas. Eu sempre fui muito tímida e bastante reservada, sempre tive muita vergonha das consultas ginecológicas. Minha médica tem mais ou menos a idade da minha mãe, uma mulher linda e dona de uma inteligência surpreendente, tipo de mulher que encanta e cativa qualquer um. Ela sempre me acompanhou desde os 12 anos e sempre me orientando sexualmente, chegando até a tentar me convencer a me masturbar (eu não podia nem

pensar nisso por causa da minha religião, mas mesmo assim ela insistia sempre a cada consulta e isso me deixa com uma vergonha enorme), ela fala que era para eu conhecer meu próprio corpo e tal mas eu nunca fazia isso por medo e vergonha. Aos 17 anos comecei a namorar um rapaz, mas só podíamos ter relações depois do casamento pois ele tbm era judeu. Aos 19 anos, comecei a planejar o casamento e tal … e resolvi passar na ginecologista (Dra Karla) falei para ela que ia casar que queria tirar algumas dúvidas e ter a certeza que estava tudo ok pois tinha medo de passar vexame na lua de mel. Dra Karla pediu para me examinar, e eu totalmente vulnerável na maca em posição ginecológica fui examinada de uma forma diferente pela Dra. Ela contornou minha vulva com os dedos, puxando suavemente meus pequenos lábios, acariciando de forma circular meu clitóris… nossa, eu estava morrendo de vergonha mas estava tão gostoso que nem falei nada, além do mais a cara dela olhando para mim me deixava mais excitada ainda. Ela olhou nos meus olhos e perguntou: Pam, posso chupar??? NOSSAAAA, isso me deu um tesão tão gostoso que chegou a piscar minha buceta. Com vergonha de dizer sim para ela, eu acabei falando não, que era para ela parar pq aquilo não era certo e tal (mas estava louca para sentir a boca dela me chupando). Bom! Ela se desculpou e falou que não ia acontecer mais. Uma semana antes do casamento descobri que meu noivo estava me traindo e que a amante dele estava grávida e ele não sabia o que fazer (pela lei judaíca, ele deveria assumir a pessoa a quem ele tomou como mulher e eu não tinha outra opção a não ser abrir mão, já que ele não havia me tocado e por tanto eu ainda era virgem). Nos separamos e eu fiquei muito deprimida com tudo. Na clínica da dra Karla havia um psicólogo e decidi fazer terapia, pois estava doendo muito tudo o que aconteceu e acabei encontrando a dra Karla que me viu chorando e perguntou o que havia acontecido e me levou ao consultório dela, conversamos, trocamos telefones, saímos algumas vezes como amigas. Uma certa vez fomos ao salão de beleza, para dar um tapa no visual e aumentar a auto estima, fizemos compras e como o shopping era próximo da casa dela, fomos direto para lá… ela pediu comida enquanto eu tomava banho, depois ela tomou o dela e quando ela terminou me chamou para ajuda-lá e quando entrei no quarto ela estava nua… nossa, o corpo dela era lindo, fiquei tão excitada ao vê-la nua que senti vontade de tocar-lá toda… ela pediu para passar hidratante nas costas dela, nossa fiquei tão nervosa e morrendo de vergonha, tremia tanto que ela percebeu e sorriu. Em seguida ela pediu para que eu tirasse a roupa pois ela iria fazer uma massagem no meu corpo todo, e a timidez bateu forte, fiquei mais nervosa e com medo do que poderia rolar depois da massagem… ela disse: relaxa vou te fazer feliz agora. Ela começou a massagear minhas costas roçando na minha bunda, senti a buceta dela molhadinha na minha bunda… a medida em que ela massageava minhas costas ela roçava na minha bunda e eu sentia o melzinho dela quentinho descendo pelo meu cuzinho e chegando na minha buceta… nossa, estava tão gostoso. Quando ela estava perto de gozar ela soltou uns gemidos gostosos que me deixou com mais tesão ainda, e quando ela gozou o corpo dela estremeceu e falou gemendo que me amava e me queria como mulher. Ela ficou toda molinha depois e me beijou muito, disse que se apaixonou por mim desde a primeira vez que me viu mas que nada podia fazer pq eu era adolescente. E entre beijos e juras de amor ela tocou nos meus seios e me perguntou se podia tirar minha virgindade, e eu respondi que sim que podia fazer o que quisesse comigo pq eu era toda dela. Ela chupou meus seios com tanta vontade. Beijou minha barriga, passou a língua no meu umbigo e passou a mão levemente nas minhas coxas, virilhas e suavemente em toda minha buceta… e eu louca para que ela tocasse forte em mim e socasse minha buceta… nossa, eu nunca senti tanto desejo como estava sentindo naquele momento… ela abriu minhas pernas explorou toda minha vulva com os dedos e chupou minha buceta, sugando e engolindo todo o meu melzinho… tocou suavemente meu pinguelinho durinho de tanto tesão e com a outra mão ela acariciava com movimentos circulares a entrada da minha buceta e quando ela percebeu que eu estava prestes a gozar ela foi introduzindo os dois dedos bem devagar na minha buceta….tava tão gostoso que gozei e quando percebi ela estava com os dados dentro da minha buceta, foi uma delícia, não senti dor alguma, sangrei um pouco mas ela disse que era normal e que logo passava. Nossa, foi maravilhoso aquele dia. Hoje estamos juntas já faz 1 ano e nos amamos muito, minha família ainda não sabe da gente mas algum dia pretendo contar pois a Dra Karla é o amor da minha vida, é com ela que quero passar toda minha vida, sem falar que ela tem uns fetiches que são uma delícia e a cada transa uma surpresa diferente, já fizemos muitas loucuras juntas. Ela é a mulher perfeita e me faz muito feliz e tbm tento faze-lá.

7 thoughts on “Fiz amor com minha ginecologista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *