Mae e filha na piroca gostosa do genro

Oi meus amores, como vocês estão?Preciso contar pra vocês mais uma história que aconteceu com o meu genro mas dessa vez minha filha estava junto…usei outros nomes

Me chamo senhora k, tenho 52 anos, cabelos loiros na metade das costas, 1,70m, com seios médios pra grandes, coxas grossas e bumbum grande e empinado, sempre me cuidei muito. e tenho 2 filhos ja adultos

Minha filha se chama Rafaela, tem a mesma altura que eu, seios grandes e redondos e bumbum médio. Cabelo castanho claro grande.

Meu genro se chama Pedro, aproximadamente 1,85m, corpo bonito, cabelo curto bem escuro.

Mais um fim de semana se iniciava e estava todo mundo em casa, eu, meu filho, minha filha e meu genro.
e como minha filha tinha marcado salão, aproveitei e fui com ela para não ficar sozinha em casa.
Nos realizamos, fizemos cabelo, unha, sobrancelha e depilação. Já estava tentando imaginar como faria para dar pro meu genro, ja que estava toda depiladinha e a imaginação foi longe.

Voltamos pra casa já era quase 19h. Fiquei conversando com a minha filha um pouco e depois ela foi para o quarto.

Logo em seguida, meu genro chegou, todo arrumado porque eles iriam sair.

– Oi sogrinha – disse ele com dando risada – Cadê a Rafa?

– Ta no quarto – eu respondi dando uma piscadinha..

Mal terminei de falar e ele me agarrou e me beijou. Infelizmente foi um beijo curto e foi para o quarto ver minha filha.

Em questão de minutos, os dois saem do quarto e avisam que vão sair

– Mãe, vamos sair, tá? Não temos hora pra voltar – disse a Rafa

– Ah não, em pleno sabadão vocês vão me deixar aqui sozinha? – eu respondi

– Chama alguma amiga sua pra sair também ou quer sair com a gente??

– Não, pode ir, não quero ficar de vela

– Você nunca fica de vela, mãe, vem com a gente

– Tá bom, vou me trocar rapidinho, pra onde vamos?

– Pra um barzinho

Corri para o quarto para me trocar. Coloquei um vestidinho curtinho e um salto alto e saímos.

Chegamos no barzinho que estava bem agitado por sinal, bastante gente nova e uma música gostosa.

Sentamos com alguns conhecidos que estavam lá e começamos a beber. De gole em gole, já estávamos alegres e rindo muito.

Era uma noite agradável mas decidimos ir pra casa, pois já estava dando 3h. Pedro e Rafa insistiram para que levassemos uma garrafa de vodka para casa para fazermos caipirinha.

Entramos no carro, Pedro foi dirigindo e a Rafa do seu lado, enquanto eu fui no banco de trás. A volta daria cerca de 30 minutos então deitei no banco.

Chegamos em casa e ainda estávamos agitados. Fomos todos para a cozinha preparar a caipirinha e alguns petiscos.

Tudo pronto, fomos pra sala. Conversávamos muito e dávamos muita risada mas aquilo não estava caminhando para o que eu queria, o sexo.

– Pe, abre o YouTube aí na TV e coloca alguma música pra gente dançar – sugeri

– Claro, qual tipo de música?

– FUNK – gritou minha filha – vamos rebolar, mamãe

A música começou e como vocês sabem, já tem putaria na primeira frase. Rafa me pegou pela mão e fomos em direção ao meu genro.

O volume na sua calça já demonstrava o nível de excitação, não tinha como não notar.

Nossos corpos se esfregavam um no outro e o clima estava quente mas para evitar qualquer desentendimento com minha filha preferi ir para o quarto.

– Meus amores, vou deixar vocês a sós, tá? Vou pro quarto.

– Não, mãe. Fica. Esqueça o politicamente correto só por uma noite.

Nesse momento, Pedro me puxou pela cintura e me deu um beijo na boca e eu correspondia.

Olhei aflita para a Rafa, imaginando o que ela diria mas para a minha surpresa ela já estava com os peitos lindos e grandes a mostra.

Pegou o copo de bebida e virou em cima dos peitos e colocou na cara do Pedro. O safado mamava as tetas da minha filha como se fosse arrancar elas.

Enquanto mamava seus peitos, Pedro abria e abaixava a calça ficando só de cueca.

Tirando os seios da boca dele, Rafa veio em minha direção e começamos a tirar a roupa uma da outra, ficando totalmente peladas.

Me pegando pela mão, Rafa me fez tirar a cueca do Pedro e aquela rola enorme e grossa saltou na nossa cara.

– Mãe, vamos judiar dele um pouquinho… – disse ela enquanto ficava em pé

– Claro – eu respondi

Indo em direção a parede e apoiando as mãos, começamos a rebolar e a descer até o chão.

Ele revesava, ficando um pouco atras de cada uma, enquanto nós rebolavamos com seu pau no meio da bunda

Enquanto eu rebolava no pau duro dele e ele beijava meu pescoço, Rafaela foi para o quarto dela e voltou com um gel para sexo oral com sabor de morango

Ajoelhadas contemplando aquela pipoca grande e grossa ser banhada pelo gel de morango, minha buceta ficava cada vez mais molhada.

Sincronizadamente com cada mão na cabeça de uma de nós, nos puxou em direção ao seu mastro. Passávamos a língua na rola, eu estava a direita e minha filha a esquerda. Da base até a cabeça.

Na cabeça nossas línguas se encontraram e nossas mãos masturbavam uma a outra

A buceta da Rafa já estava acostumada com aquela rola então meus dedos entraram com facilidade. Estava escorrendo pelas pernas.

Por sua vez, dois dedos dela me invadiam e eu gemia enquanto mamava aquela rola.

Enquanto uma mamava a rola, a outra chupava as bolas

– Quem conseguir colocar meu pau inteiro na boca ganha um sapato novo e quem perder me dá o cuzinho hoje. O que acham? – O Pedro perguntou.

– TOPO! – Gritou a Rafa

– Só se for agora – respondi.

– Cada uma tem 5 minutos então

Já estávamos chupando com vontade a uns 25 minutos e aquela rola continua dura feito pedra sem gozar e estávamos loucas pra fazer ele gozar

Rafa se posicionou e começou a mamar ele, tentava engolir a rola inteira mas não conseguia por causa do tamanho. O máximo que conseguiu foi encostar na mão que segurava a base

Chegou minha vez, comecei beijando a cabeça e logo enfiei na boca, chupava com vontade e babava bastante nele. Comecei a forçar para ver até onde ia, sentia encostar na minha garganta e ainda havia rola pra fora, tentei mais um pouco e não consegui. Era muito grande.

– Uau, parece que ganhei 2 cuzinhos hoje – disse o safado rindo – Agora fiquem com os rostos colarinhos que vou gozar em vocês…

Chegamos perto uma da outra e ele começou a se masturbar. Rapidamente, nos deu um banho de porra, melando nossos rostos inteiros.

Nos limpamos e fomos para o meu quarto, Rafa e eu deitamos na cama com as pernas abertas e o Pedro começou a chupar a Rafa e a me dedar ao mesmo tempo

Com 3 dedos dentro de mim, ele sabia o que estava fazendo.. não demorou muito e gozei ouvindo a Rafa gemer e gozar na boca dele

Invertendo a posição, ele colocou a cabeça entre as minhas pernas e sua língua começou a me desbravar, me sugando e fazendo gemer.

A Rafa sendo dedada ao meu lado estava virando os olhos e gemendo muito

Ficou uns 20 minutos me chupando e eu gozei duas vezes durante esse tempo. Rafa puxou a mim, quando o parceiro sabe fazer bem feito, goza fácil.

Pedro deitou na cama, com o pau apontando pro teto e a Rafa montou nele, cavalgando loucamente e eu sentei em sua boca para ele continuar me chupando.

Depois de alguns minutos assim, Rafa começa a gritar, teve um orgasmo. Maravilhosamente, após uns 30 segundos, teve outro. Ainda bem que não foi só ela, eu também tive um orgasmo.

– Vou gozar no seu cuzinho – disse Pedro para a Rafa

Obedecendo, Rafa se levantou e deitou de lado e pediu para que eu desse a mão pra ela, já prevendo aquela rola destruindo seu cuzinho.

Pedro deitou do seu lado e eu segurei sua rola e encaixe no cuzinho da Rafa passando um pouco de lubrificante antes. Rafa mordia um travesseiro enquanto ele metia nela, rapidinho ele gozou e deu pra ver o gozo escorrendo pelo cuzinho da minha filhinha.

– Vem, já coloca na minha buceta – eu falei

– Não dá, acabei de gozar, vai amolecer, tem que esperar – respondeu

Eu o beijei e o puxei para que ele deitasse em cima de mim, colocando seu pau mole na minha buceta. Comecei a me mexer e apesar de estar mole, não saia de dentro por causa do tamanho.

Nos beijamos por alguns instantes e logo sua rola se recuperou e comecei a sentir endurecer dentro de mim.

Conforme foi endurecendo, meu genrinho começou a meter gostoso. Sua rola ia fundo e eu gemia. Era um vai e vem maravilhoso, nossos corpos faziam barulho quando se encontravam e novamente eu gozei.

Pedro repetiu o que fez com a Rafa, queria gozar no meu cuzinho

– Vai, vadia, vira de bruços que eu vou comer e gozar no seu cuzinho

Obedecendo, peguei um travesseiro e coloquei embaixo para que meu quadril ficasse mais alto e facilitadas a penetração.

Rafa abriu minha bunda e ele meteu aquela rola inteira em mim. Que tesão era ser arrombada na frente da minha filha.

– Ahhhh vou gozar!

Pedro gozou, senti seu pau pulsando dentro de mim, mas já não senti porra direito, acho que o estoque já estava seco rsrs.

Já era de dia, deitamos pelados um do lado do outro e dormimos.

Espero que tenham gostado.

Beijos onde quiserem rsrs.

One thought on “Mae e filha na piroca gostosa do genro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *