Minha putinha deu pra outro macho

Bem como vocês leram no título, teve uma vez que a Marielle deu pra outro cara sem ser eu, e tudo isso porque a gente acabou brigando, e de uma certa forma terminando (por um dia rsrsrs). De uma certa forma ela tinha realizado indiretamente o meu sonho nesse dia.
Enfim eu não me lembro agora qual exatamente foi o verdadeiro motivo pra nós termos brigados mas lembro de ter dito no final: “quer saber ? A vida é sua ! Faz o que você bem quiser. Vamos terminar que é melhor !”
E nesse dia ela ia sair com algumas amigas pra se divertir, e foi o que ela fez, se arrumou toda e saiu com elas, nisso eu estava em casa e como eu sei que ela não ia fazer nada demais eu apenas ignorei(isso era o que eu pensava). Então mais tarde eu vi que ela tinha postado uma foto, e vi o quão linda e gostosa ela tava. E já de cabeça esfriado percebi o quanto babaca eu fui com ela, no dia seguinte eu decidi ir na casa dela me desculpar e tentar reconciliar o nosso namoro.

Então quando eu cheguei na casa dela, ela tava sozinha. E bom, o clima tava estranho por conta da briga, e pra quebrar isso eu decidi começar a falar, pedindo desculpas e dizendo o quão errado e babaca eu fui em dizer aquilo e pedi pra reconciliar o nosso namoro. Ela simplesmente disse “tudo bem…” E se calou não dizendo mais nada. E aí eu decidi perguntar como que tinha sido o encontro com as amigas dela, pra tentar quebrar o silêncio, e foi quando ela disse “foi ótimo, um rapaz, um pouco mais velho que você, me pediu pra ficar comigo ontem, e bom, eu aceitei, até acabei dando bem gostoso pra ele”, rapaz, quando eu ouvi aquilo eu senti uma dor imensa no peito, mas sabia que não tinha direito de dizer nada, pois foi eu quem tinha dito pra darmos um tempo, e ela até tinha tirado a aliança, então não estávamos namorando nesse meio tempo em que ela tinha dado pra esse cara. E eu perguntei se tinha sido bom… E ela respondeu:

— Talvez… Por que quer saber ?
— Nada… Só pra saber..
— Quer saber como ele me comeu ontem ? Eu te conto um pouco.
E foi o que ela fez, ela começou a me contar alguns dos detalhes me deixando com pau duro feito pedra, vou resumir um pouco o que ela disse:
— Após eu me despedir das meninas e elas me disserem pra dar pra ele, ele me levou até o carro dele, e a gente começou a se pegar.
E aí, ele disse:
— Que tal a gente ir pra um motel ? Você é muito linda e gostosa, e eu adoraria poder te pegar essa noite toda.
Eu não respondi nada, simplesmente continuei beijando ele, e comecei a segurar no pau dele, que dava pra perceber que já estava bem duro apesar de estar dentro da calça. Então eu comecei a abrir o zíper e colocar ele pra fora. Era fino e grande, e comecei a masturbar ele ali.
Mesmo eu não respondendo ele, ele entendeu isso como um “SIM”, então ele ligou o carro e fomos para um motel. Durante o trajeto até o motel, eu comecei a chupar ele ali, enquanto ele dirigia.
Ele só dizia:

— Se essa boquinha já faz essa maravilha toda, imagina o que esse corpo todo pode proporcionar a um homem ?
Chegando lá, ele já foi tirando as minhas roupas, e as dele também, me deixando de 4 e colocou dois dedos dentro de mim:
— Olha só como você tá toda molhadinha, parece até uma poça. Hoje eu vou te comer essa noite toda sua safada.
E começou a me chupar ali, me deixando louquinha de prazer, sentido aquela língua dentro de mim.
Ele pegou uma camisinha e sem perder tempo, colocou dentro de mim, e começou a me comer ali de 4, deixando a minha bunda toda marcada com a mão dele de tanto me bater.
E assim a gente transou mais 3 vezes, sendo 1 sem camisinha e gozando na minha boquinha.
— Foi gostoso ter dado pra outro macho. Mas…
— Mas ?
— Mas… É diferente dar pra um estranho e dar pra uma pessoa que a gente ama, sem contar que o seu é um pouquinho mais maior e bem mais grosso.
E ela veio em cima de mim, no meu colo me dando um beijo profundo, e meio confuso com tudo que tava acontecendo ali, eu perguntei:
— Por que deu pra ele com tanta vontade assim então ?
— Não sei, talvez eu quisesse experimentar outro pau dentro de mim, já que só você que me comia e também porque eu tava com raiva pelo que você disse, d já que você tinha terminado comigo mesmo, eu peguei o primeiro que veio, e até que foi gostoso sentar nele, eu tava usando uma lingerie branca, que é a cor da lingerie que você mais ama
Ela percebendo que eu tava de pau duro começou a roçar em mim.
Eu com um certo ciúmes, disse
— Você é uma verdadeira putinha, uma vadiazinha por pegar o primeiro que veio em cima de você.
Ela mordendo os lábios disse:
— Ah é ? E vai fazer o que com essa putinha aqui ? Hum ?
— Eu vou te fuder até suas pernas ficarem bambas, e te mostrar que só eu posso te comer e te arregaçar !
Tirei toda a roupa dela e pra minha surpresa ela tava com uma lingerie branca, o meu preferido, um que eu dei de presente e que disse pra usar somente comigo, perguntei se era esse que ela tinha usado pra dar pro cara, e ela só respondeu em um tom bem provocativo “descubra”, e foi aí que eu pensei, “hoje eu vou fuder tanto essa putinha, que ela nunca mais vai querer saber de outro macho, a não ser eu”
Comecei a beijar ela e apertar aqueles seios, nunca chupei aqueles seios com tanta vontade como naquele dia, então eu carreguei ela e levei pra cama de casal e “joguei” ela e tirei todas as minhas roupas e fui pra cima dela. Dei um beijo bem gostoso nela e comecei a descer o meu corpo até a xaninha dela que já tava bem molhadinha pra mim, comecei beijando o pescoço dela, depois beijei os dois biquinho do seio dela e dei uma leve mordida, e continuei beijando até chegar na bucetinha dela. Coloquei a calcinha branca dela de lado e comecei a chupar a buceta dela que já tava toda molhadinha, e pra melhorar um pouquinho mais, coloquei 2 dedos dentro dela e comecei a masturbar ela enquanto eu chupava, comecei bem devagarinho e depois aumentava a velocidade fazendo ela se contorcer todinha. aí eu parei e deixei meu pau na entradinha, fazendo um movimento de vai e vem

— Você quer ?
— Quero…. Quero muito… Mete esse pau dentro de mim
Coloquei só a cabecinha e tirava, fiquei provocando ela por alguns segundos e disse:
— Vem, agora é a sua vez, me chupa, me chupa feito uma putinha que você é ! E aí sim eu vou te comer e te dar todo o meu leitinho quente pra você
E foi o que ela fez, começou a me chupar igual a uma profissional, quase gozei na boca dela de tão bom que tava, e foi quando passou pela minha cabeça que, se eu realmente tivesse terminado com ela e não ter vindo atrás dela, talvez seria o babaca que comeu a minha namorada ontem sendo chupado e comendo ela hoje de novo, e foi aí que me deu mais ciúmes e tesão. Peguei ela e coloquei ela de 4 e disse:
— Além de uma putinha, é uma verdadeira cadelinha… Vou fazer você lembrar quem é o seu verdadeiro dono
E foi o que eu fiz, coloquei meu pau na entrada da bucetinha dela e provoquei ela mais um pouco de fingir colocar pra dentro, colocando apenas a cabecinha e tirando, deixando ela doida de tesão:
— Me fode, fode essa buceta que eu não aguento mais, fode essa putinha que tá doida pra sentir esse pau dentro dela !
E foi o que eu fiz meti dentro dela com vontade e aproveitei e coloquei dois dedos no cuzinho.
— Essa é a sua punição por ter dado pro outro sem ser o seu dono
— Me puni, mete bem gostoso em mim e puni essa putinha que eu sou.
Comecei a fuder ela ali e vi que ela realmente tava gostando de ser a minha putinha, eu batia na bunda dela e dizia “quem é o seu dono”, ela dizia “você, *******(meu nome verdadeiro)” só que gemendo muito de prazer.
E eu decidi, “eu vou comer esse cuzinho hoje, e deixar ela louca de prazer” e foi o que eu fiz tirei o meu pau da buceta dela e coloquei no cuzinho apertado dela, e ela começou a gemer de dor e prazer fazendo eu ficar todo excitado, resolvi aumentar a velocidade, e foi quando ela começou a gemer mais alto ainda.
Como eu já tava próximo de gozar, eu queria gozar dentro da bucetinha dela(como sempre fiz), então eu deitei e puxei ela pra cima de mim fazendo ela cavalgar em mim, eu só disse no final “você é só minha, minha putinha e de mais ninguém” e ela afirmou dizendo ” sua, sou totalmente sua, meu corpo é todo seu e de mais ninguém” e com isso eu gozei bem gostoso dentro dela, jorrando todo o meu leitinho.
Ficamos ali, ela deitada no meu peito, e dormimos um pouco.
Depois eu perguntei pra ela, se ela realmente tinha dado pro cara com a lingerie branca, e ela disse que não, que na verdade usou uma lingerie preta, e só falou que usou a branca pra me provocar, já que ela sabe que eu amo ver ela de lingerie branca.
Reatamos o nosso namoro (no qual o término durou menos de um dia), e transei com ela mais 2 vezes enchendo a xaninha dela de leitinho. E a partir desse dia eu sempre chamava ela de putinha, mas claro, só quando estávamos sozinhos.
E bom, foi a partir desse dia também que começou a surgir o interesse de querer ver ela sendo fodida por outro e ser um corninho manso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *