O filho da vizinha me fodeu gostoso

Bom sou a Nanda, como já publiquei alguns contos aqui na casa, não irei me delongar nas apresentações. Porém sou uma mulher uma mulher de 38 anos, tenho 1,65 de altura, bum bum médio, peitos similarmente, faço academia para preservar a ótima maneira, e humildade parte chamo a atenção dos homens por no qual passo. Recomendo que leiam meus mais contos e me conheçam melhor, afinal vamos a esse bico rsrsrsr.

Como já relatei em meu primeiro bico mantenho uma correlação de incesto com meu filho, e ao contrário que vários pensam, não transamos somente uma vez, ou lá de vez em no momento em que, coito entre eu e ele, é todos os dias e se possível mais de uma vez por dia. Meu filho é meu amante!
E foi em uma transa com ele no banheiro que um “aflição” que viria a se acudir-se fodas surpreendentemente prazerosas começou, em um dia no banho aparecia eu e meu filho fudendo, como de cotidiano. Aqui está que depois da nossa transa, vou para o computador e ao entrar em meu e-mail vejo um vídeo nosso trepando, em um primeiro afincado pensei que meu filho estivesse nos filmado escondidos com finalidade de permitir mais atração também para nossas transas.

Eis que passa os dias e um dia estou no banheiro sozinha, e resolvo tocar uma siririca, após meu intenso prazer me vesti novamente e sai, ao final do dia fui ver se havia recebido alguma correspondencia na caixa do correio, havia um envelope para mim, e dentro uma carta junto a um pendrive, no pendrive estava o meu vídeo tocando siririca e ao final um pau grande, se masturbando e gozando, eu estava assustada pois na carta dizia: “Eu sei de tudo sua vadia, me encontre na rua de trás do condominio as 23h de hoje ou continuarei filmando você e seu filho fudendo e irei soltar na mídia, já pensou? Os negocios de sua familia ja eram hahaha” Mas ao ver aquele pau sendo punhetado fiquei com tesão mas ainda assim muito assustada.

Eu queria testar quem estava fazendo isso, eis que decido levar meu filho e minha filha para o banheiro, chegando lá trepamos muito, gozamos demais, eu estava louca de tesão, queria ver se receberia um vídeo, e sim após acabarmos fui ao computador e lá estava no meu e-mail nosso vídeo. Pensei: “Bosta, estou na mão de um desconhecido, e agora?” Pensei muito também sobre ir encontrar quem estava fazendo isso ou não ir, decidi que iria, não podia por em risco a reputação de minha familia.

Vou de carro até o local que recebi na carta, ao chegar lá encontro uma pessoa de capuz, e virada de costas, quando cheguei, mandou que eu tirasse a camisa que usava e desse a ele o sutiã, fiz o que foi pedido, apesar do extremo medo, mandou tirar a parte de baixo e lhe dar a calcinha, novamente obedeci e fiz o que foi mandado, estava ali completamente nua, num beco com um maniaco e sem ninguém por perto.
Eis que ele se virá, e para minha surpresa, ao se virar já baixou a bermuda que usava, tirou o capuz e camisa, e deixou sua piroca a vista, e no mesmo momento reconheci-o, era o filho de minha vizinha, Charles, de 19 anos, fique espantada, e sem reação, apenas pensando como sair daquela situação…

Charles me pergunta se não estou curiosa para experimentar sua piroca, do nada volto a realidade e pergunto como ele filmou minha intimidade, ele disse que responderia, mas apenas enquanto eu estivesse mamando ele… Eu precisava saber e resolver aquela situação, coloquei minha calça e minha camisa no chão me ajoelhei e comecei a punheta-lo e chupar seu pau, que por sinal era grande e grosso, moreno, e ele começou a falar que como era jovem e gostava de uma mulher experiente já me observava desde os 14 anos e se deliciava em suas punhetas, e com uma reforma em sua casa neste último ano, seu quarto ficou com a janela para meu banheiro, e percebeu meu descuido em deixar a janela sempre aberta e a partir de então começou a me observar e me intimidar foi a única maneira de fazer com que eu fudesse com ele. Ao dizer isso punhetei ele e o chupei com mais vontade ainda, e fiz com que ele gozasse muito em minha boca, e engoli tudinho pois o que ele tinha acabado de me dizer havia me deixado cheia de tesão, e com a xereca molhadinha rsrsr

Após fazer ele gozar, e saber o que tinha acontecido, quem queria fuder não era apenas ele, mas eu também. Aquilo tudo me deu um tesão inexplicável… Então após isso subi até sua boca e lhe dei um beijo quente e molhado, ele me leveu até o capô do carro me colocou em cima e abriu bem minhas pernas (minha intenção era trepar dentro do carro, mas nessas alturas fora me dava mais tesão ainda) ele cuspiu em minha rachada, passou seu pênis por ela e enfiou tudo de uma vez, gemi na rola do garoto moreno, e ali, em cima do capô do carro ele metia forte, me deixando arregaçada, quando parou, tirou o pau e se ajoelhou e chupou minha boceta, me levando ao orgasmo, e um orgasmo intenso, levantou-se e meteu novamente, fiquei com as pernas tremulas e ele metia até que gozou. Entramos para dentro do carro e ficamos abraçado no banco de trás.

Após uma foda dessas a gente se recompôs e conversamos, disse em meio a beijos para ele que ele seria mais um de meus machos, e que foderiamos sempre que possível… Rolou muitas transas com Charles, e o menino conseguiu me enrabar atrás rsrrsr, mas isso relatarei em um próximo conto…
Aos que desejam entrar em contato comigo, meu e-mail é: [email protected]

Dispenso quem venha me pedir whatsapp, facebook, skype ou outros, não revelo minha identidade ao extremo, e nem me peça fotos nuas, ou transando no primeiro e-mail, se identifique ao menos um pouco e troque ideias comigo que terás tudo de mim rrsrsr. Prometo tentar responder à todos.

2 thoughts on “O filho da vizinha me fodeu gostoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *