Pagando um boquete delicioso no ônibus

Me chamo Jéssica, sou negra, no ano em questão tinha 19 anos, 1. 72 de altura, seios grandes e coxas grossas. Eu estava voltando do centro da cidade tarde da noite, no último ônibus do dia (devia ter 4 pessoas no ônibus) tinha me encontrado com um cara que me deixou com muito tesão mas tive que voltar pra casa antes de apagar meu fogo pois se não, não poderia pegar o último ônibus. Me sentei nos últimos bancos e como estava com muito tesão e o ônibus muito vazio, levantei minha saia e comecei a tocar uma siririca bem gostosa ali mesmo. Passava a mão de cima para baixo sentindo minha bucetinha bem molhada enquanto apertava um dos meus seios, estava uma delicia. Chupei um dos meus dedos e enfiei o máximo que pude dentro dela, chupei outro e enfiei também, senti que o orgasmo estava próximo e soltei um gemido consideravelmente alto já que haviam apenas 4 pessoas ali, fiquei com vergonha e o fogo diminuiu um pouco, mas continuei tocando minha siririca. O ônibus parou e quando levantei minha cabeça para ver se alguém estava descendo ou subindo, mas assim que olhei para frente me deparei com um cara alto, branco de cabelo longo (que estava preso). Vi que o mesmo estava me olhando e rapidamente parei o que estava fazendo, ele se sentou ao meu lado e o volume na sua calça já era visível quando ele chegou próximo ao meu ouvido e disse:

– Não precisa ficar com vergonha, pode continuar o que estava fazendo.
Me fiz de desentendida e comecei a mexer no celular quando ouço o volume alto de gemidos vindo do seu fone de ouvido, virei para o lado e para a minha surpresa ele estava vendo porno e batendo um punheta. O mesmo me olhou por alguns segundos e sorriu, logo direcionando o olhar para o seu pau o que me fez fazer o mesmo de forma automática. Ele tinha um pau consideravelmente grande e bem grosso, tinha uma cabeça grande e bem rosinha, o que fez minha buceta latejar com a possibilidade de sentir aquilo tudo dentro de mim. Tentei disfarçar mas ele pegou minha mão e passou na cabeça daquele pau gostoso que já estava bem melado, olhou para minha mão em seu pau e mordeu os lábios. Tirei minha mão rapidamente e ele cochichou no meu ouvido:
– Não precisa ficar com vergonha, nós dois sabemos que você quer.
Fiquei em silêncio por um tempinho e olhei para aquele pau gostoso de novo, coloquei minha mão e comecei a bater uma punheta bem devagarinho para aquele safado. Comecei a apertar forte o seu pau e ele começou a dar leves suspiros quando quando rapidamente enfiou o polegar na minha boca, começou a enfiar o mesmo até minha garganta, segurou meu cabelo com força e sussurrou:
– Chupa meu pau, vai sua putinha gostosa
Fiquei de joelhos no meu banco, empinei a bunda e cai de boca naquele caralho gostoso. Enquanto eu enfiava aquela rola gostosa na garganta ele levantou minha saia e começou a apertar minha bunda a essa hora eu já estava muito molhada então comecei a tocar uma siririca de novo, ele começou a dar suspiros altos e fortes enquanto forçava seu pau na minha garganta. Depois de alguns minutos assim ele soltou aquele jato quente de porra na minha boca, continuei chupando seu pau para garantir que não havia mais nenhuma gota de porra ali e voltei para o meu lugar. Vendo que eu não estava satisfeita ele começou a tocar uma siririca para mim e enfiar aqueles dedos na minha bucetinha apertada, botou meus peitos pra fora e começou a chupar um deles sem parar de enfiar aqueles 3 dedos com força na minha buceta até que me senti fraca e percebi que tinha gozado. Ele voltou para o seu lugar e quando me dei conta já tinha passado do meu ponto, mas no fim valeu a pena, né?

One thought on “Pagando um boquete delicioso no ônibus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *