Troca troca com o ex cunhado

Meu nome é Bruno e essa história aconteceu ano passado. Eu tinha 17 anos. Minha irmã na época tinha 15 e namorava com um cara de 15, o Fernando. Eu ia passar o dia fora de casa, mas minha aula do cursinho a tarde tinha sido cancelada porque o professor ficou doente. Voltei pra casa por volta das 14h e tava tudo silencioso. Vi a porta do quarto da minha irmã entre aberta e resolvi entrar pra ver se ela tava em casa. Quando entrei, vi meu ex-cunhado dentro do banheiro cheirando uma calcinha da minha irmã.

Ele notou minha presença e ficou todo errado. Pediu pra não comentar nada com minha irmã. Eu disse pra ele ficar tranquilo que eu entendia ele. O Fernando acabou confessando que eles já estavam namorando a uns 8 meses e nada da irmã liberar nem uma passada de mão na bucetinha. E que ele vivia na punheta. Eu notei que ele tava de pau duro e perguntei como tava o cheiro da calcinha. Ele disse que tava bom demais. Eu pedi pra cheirar. Ele fez um cara como se tivesse achado estranho, mas me passou a calcinha.

Comecei a cheirar e realmente o cheiro tava uma delícia. Nunca tinha visto a minha irmã daquele jeito, mas na hora não teve como não pensar. Eu olhei pro pau dele e disse apontando: “Tá durão ai, hein?” Ele riu e disse apontando pro meu: “Você também”

Eu perguntei se ele queria bater uma e ele topou. Ambos tiramos a roupa. Ele era todo branquinho, com poucos pelos no pênis e no corpo. O pau dele devia ter uns 14 ou 15cm. Eu fiquei doidinho pra pegar e chupa-lo. Ficamos batendo separados por um tempo. E eu perguntei se minha irmã já tinha batido pra ele. Ele disse que não. Ai eu perguntei se ele topava bater pra mim e eu pra ele. Ele topou.

Começamos a bater pro outro. O pau dele tava duro como pedra. Comecei a masturba-lo e ele fechou os olhos, mordendo a língua de leve. Eu perguntei se ele já tinha feito isso. Ele disse que com um ex colega de colégio.. Mas que fazia uns 2 anos. Perguntei se ele tinha feito mais. Ele ficou meio tímido. Ai eu disse que tinha feito já troca troca com um primo. Que um tinha comido o outro. Ele acabou confessando que fez tbm com o amigo.

Eu disse a ele que tava na seca também. Fazia tempo que não transava. E perguntei se ele não topava. Eu comia ele e depois ele me comia. Ele disse que sim.

Eu virei a bunda dele pra o meu pau. A bunda dele tava toda lisinha e branquinha, sem pelo nenhum. Fiquei com mais tesão ainda. Continuei punhetando ele e comecei a esfregar meu pau na bunda dele. Ele tava de olhos fechados, gemendo baixinho. Eu mandei ele se apoiar na pia e empinar a bunda. Abri a bundinha dele e comecei a passar a lingua. Ele começou a gemer mais alto. Eu dei uma cuspida no meu pau e deixei ele bem molhado. Comecei a esfregar ele de novo no buraquinho e fui pressionando até a cabecinha entrar. Quando ele entrou, eu comecei a bombar devagar e fui acelerando aos poucos. No meio dos gemidos, ele disse que não era gay e pediu pra não contar pra irmã. Eu disse pra ele relaxar que era um segredo meu e dele e que não tinha problema nenhum ele curtir menino e menina, já que eu curtia tbm.

Comecei a bombar com mais força. Ele pediu pra não gozar dentro. Mas não aguentei. Logo Jorrei tudo dentro dele. Ele gemeu muito.

Fomos pro chuveiro. Eu chupei ele bem gostoso. Ele tava com tanto tesão que gozou na minha boca. Ele pediu desculpa, mas eu disse que não tinha problema. Eu perguntei se ele queria me comer. Ele disse que sim. Logo ele tava duro de novo, metendo no meu cuzinho. Eu disse que ele podia se vingar e gozar dentro. Ele gozou e eu senti o gozo escorrendo pelas minhas pernas e meu cuzinho latejando de prazer. Saímos do banho e fomos jogar videogame até minha irmã chegar

A gente continuou fazendo esse troca troca por alguns meses até minha irmã acabar o namoro. Ela disse pra mim que não tava dando mais certo. Não acho que ela tenha descoberto. Depois disso a gente acabou perdendo contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *