Uma noite com o assaltante de ônibus

Eu tinha 22 anos quando aconteceu,Era só mais uma noite comum eu tirei meu uniforme coloquei um vestido simples e um tênis me dispedi do meu chefe e sai do meu local de trabalho (um restaurante, onde eu era recepcionista) e ne dirigi a parada dura ônibus… ganhei alguns olhares de homens e achei graça pois sabia que eu era considerada lindíssima bum bum e seios médios o cabelo loiro até a cintura e os olhos castanhos como consta na minha certidão apesar de muitos discutirem que é verde, sentei nos últimos bancos ao lado da janela, estava tudo ocorrendo normalmente eu fazia o mesmo trajeto de todas as noites quando um homem alto de moletom capuz e calças jeans entrou segurando uma arma e disse que era um assalto pediu que o motorista seguisse normalmente enquando

ele passava pegando o dinheiro das pessoas quando chegou na minha vez o homem me olhou de cima a baixo e simplesmente me deixou ficar com meus bens quando chegou na minha vez de descer me levantei com receio do assaltante não me deixar passar mas pra minha surpresa eu pude descer normalmente a rua estava deserta e eu tremia de medo olhei para o céu a lua estava linda até que ouvi passos atrás de mim e ao me virar vi o assaltante que assim que percebeu que eu gritaria colocou uma das mãos em minha boca e sua arma em minha cabeça e susurrou que se eu gritasse me mataria perguntou onde ficava minha casa e eu apontei com o indicador sem ter outra escolha e o homem apalpou minha bunda procurando minhas chaves infelizmente ele encontrou… quando passamos pela porta eu ja sabia o q me conteceria o assaltante me levou até meu quarto e pediu se eu morava sozinha eu respondi que sim então o homem me jogou na cama tirou seu moletom e eu pude ver seu rosto e seu abdomem ele além de alto tinha um corpo atletico os ombros largos e os cabelos negros da cor de seus olhos e com um sorriso malicioso ele partiu para cima de mim foi puxando meu vestido e me trancou em seus braços e pediu silêncio eu estava indefesa agora só de lingerie nos braços de um bandido, o homem beijou meu pescoço tirou meu sutiã e chupou meus peitos que ficaram duros na hora ele acariava os biquinhos e mordiscava eu então me debati e tentei o chutar mas eu era tão frágil ali embaixo dele e então como sinal que me rendia fechei os olhos e cerrei os dentes esperando que fosse rapido e eu estava decidida a fazer de tudo para ser a tranza menos prazerosa de sua vida mas quando ele começou a beijar minha barriga enquando tirava minha calcinha senti arrepios o assaltante que provavelmente tinha uns 26 anos abriu bem as minhas pernas e encarou minha bucetinha depilada por alguns instantes antes de começar a acariciala seus dedos dedilhavam minha xana mas então parou por alguns intantes e minha buceta latejou implorando mais e meus olhos se abriram e l homem me beijou loucamente e depois parou e disse que sabia como dar praser a uma mulher e então passou a língua por minha bucetinha pequena e depilada a beijou a chupou lambeu com vontade meu grelo passava a língua pela minha xaninha até o meu cuzinho e então recomeçava me causando delírios e gemidos e então o homem tirou as suas causas e sua cueca box e exibiu o seu cacete que era enorme o assaltante pegou minhas mãos e disse para eu punhetalo ao tocar seu membro senti que latejava e então subi e desci com minhas mãos pelo seu pau e então senti uma vontade incontrolável de chupalo e acho q o homem percebeu pois disse -Vamos pode abocanhar chupe com vontade mostre suas habilidades com a línguinha! Foi o q fiz chupei e chupei mais aquele pau gostoso queria enfialo enteiro na minha boquinha mas n conseguia e então lambi suas bolas e o homem gosou na minha boca e eu n deixei pingar nem uma gota bebi todo o leitinho quente q ele havia me dado, mas então o homem me puxou pra perto dele e me fez sentar em seu colo melhor disendo no seu pau gritei e esperniei pois n tranzava a tempo e estava apertada e foi o que o homem falou -Que buceta gostosa e apertadinha melhor assim quero ver meu pau te arregasando e foi o q ele fez seu pau quente latejava dentro de mim enquanto ele fazia movimentos de vem e vai até nós dois gozamos e ele deixou minha buceta limpinha de novo com sua língua e eu deixei meu melzinho na sua boca ele quase me penetrara com aquela língua gostosa mais tarde ele me pois de quatro e pediu se eu ja havia feito anal eu disse q não e então ele deu um sorriso safado primeiro enfiou un dedo depois dois e em seguida meteume seu pau no meu cuzinho virgem e senti que ele me rasgaria ao meio porem após alguns minutos senti prazer no rabinho tambem e então comecei a gritar -Aaah vai seu desgraçado fode fode o meu rabinho intacto goza nele vamos! E meu cu a engolia seu cacete agora com facilidade e então o homem falou que iria me dar o leitinho q eu tanto queria tirou o pau do meu cu chacoalhou e o enfiou em minha boca deu 3 longas gozadas na minha boquinha e me fez beber tudo depois comeu minha bucetinha novamente ela engolia o pau e eu sentia suas bolas tocarem minha bunda nunca havia sentido um pau entrar e sair tão rapido da minha buceta melada nos dois gozamos havia gozo para todo o lado até que nós dois cansamos e dormimos com o seu cacete dentro da minha xaninha quando acordei o líquido Branco ainda escoria pela minha bucetinha arregacada que levou pau a noite toda o homem havia sumido e com ele levado meu celular meu computador e até meu micro ondas!

6 thoughts on “Uma noite com o assaltante de ônibus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *